De Olhos Fechados

 

Eu sei exactamente o que sempre quis, mas nunca soube que sabia.

É um truque, uma prestidigitação (ela diz que não, que “é um dique ou um fosso, só pode”), um obstáculo menor que quer ser vencido em nome de pequenos e pedestres louvores, um rito de passagem.

É muito difícil explicar-lhe que não quero saber, que não é para aí que estou a olhar.

 

 

#Der Mann Ohne Eigenschaften#olhos fechados#Robert Musil

Leave a Reply

Your email address will not be published / Required fields are marked *

To respond on your own website, enter the URL of your response which should contain a link to this post's permalink URL. Your response will then appear (possibly after moderation) on this page. Want to update or remove your response? Update or delete your post and re-enter your post's URL again. (Learn More)