De Olhos Fechados

 

Eu sei exactamente o que sempre quis, mas nunca soube que sabia.

É um truque, uma prestidigitação (ela diz que não, que “é um dique ou um fosso, só pode”), um obstáculo menor que quer ser vencido em nome de pequenos e pedestres louvores, um rito de passagem.

É muito difícil explicar-lhe que não quero saber, que não é para aí que estou a olhar.

 

 

#Der Mann Ohne Eigenschaften#olhos fechados#Robert Musil

Leave a Reply

Your email address will not be published / Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.