É sempre assim

 

É tarde, não é?

Já é outra órbita, mais lenta, mais larga, mais esquisita, mais esquisita para ti, que ainda não chegaste ao pátio vazio (solarengo, sim, mas vazio), aquele onde te apercebes que afinal a tua órbita tem tanto de inevitável como de impossível, e que só pode mesmo ser assim.

É sempre assim.

Quem me dera conseguir explicar-te. Quem me dera conseguir não querer explicar-te, tanto. Quem me dera que não fosse assim.

Mas não, é sempre assim.

 

 

#explicações#impossibilidades#órbitas#Português#Portuguese

Leave a Reply

Your email address will not be published / Required fields are marked *

To respond on your own website, enter the URL of your response which should contain a link to this post's permalink URL. Your response will then appear (possibly after moderation) on this page. Want to update or remove your response? Update or delete your post and re-enter your post's URL again. (Learn More)