De Olhos Fechados

 

EU SEI EXACTAMENTE O QUE SEMPRE QUIS mas nunca soube que sabia só suspeitava que talvez fosse um truque uma prestidigitação um obstáculo menor que quer ser vencido em nome de pequenos e pedestres louvores um rito de passagem mas ela diz que não que é um dique ou um fosso só pode e é tão difícil explicar-lhe que não quero saber que não é sequer para aí que estou a olhar.

 

 

• • •

FÔLEGO

AFINAL HÁ UNS TODOS QUE TE CORTAM O FÔLEGO que são tão raros que te esqueces que para serem todos inteiros e dessa dimensão toda precisam de ser salpicados dos sobressaltos que te fecham num poço negro num poço que parece não ter saída mas lá vais saindo e a cada vez que sais lembras-te e afagas-te com o calor de achar que percebeste que o sobressalto afinal era preciso tu que sempre juraste a pés juntos que só os sobressaltos existem o mesmo tu que agora descobre que o fôlego sim se esgota e que sem os sobressaltos então nunca mais se te cortava sem eles esse teu todo não ia mais deixar-te sequer respirar e então já não era todo já não tinha dimensão era só era como se não fosse.

• • •

Se calhar não interessa

NÃO SABES NEM NUNCA VAIS SABER a culpa é tua de reparares nos mais ínfimos movimentos de um pescoço num encontro de olhares que dura mais tempo do que aquele que tu definiste como sendo o tempo suficiente para olhares razoáveis tempo esse que nem sequer sabes quanto é num olá ou num adeus que te parecem despropositados e que te deixam a pensar durante muito mais tempo do que aquele que alguém mais normal do que tu alguma vez lhes dedicaria mas mesmo assim isso aquece-te um bocadinho por dentro mas não sabes porquê nem nunca vais saber não vais nunca saber se estás certo ou se estás errado ou se tudo isso sequer interessa.

• • •

Mamihlapinatapai

BOM NÃO ERA MESMO NADA DISSO até podia ser mas na minha mente nunca como objectivo primeiro só se fosse mais como efeito secundário e seja como for ia-me atrapalhar à mesma não por não saber o que fazer mas mais por saber perfeitamente que não era capaz de o fazer bem ou pelo menos de o fazer sem arestas porque a dúvida sabes basta-me a dúvida para ter a certeza de tudo o que não sei e ela só se dissipa com um tempo que não temos que ninguém tem a menos que não saibamos que queremos é isso é preciso querer sem saber se calhar e alguém tem que começar.

 

 

• • •

Fica Aí

O QUE TU QUERIAS SEI EU querias saber o que é que é para fazer agora o que é para fazer a seguir só que nada é o que tu querias que fosse nada é sequer o que tu estavas convencido que é e lá em baixo está um breu que te assusta mas se calhar agora até já nem te assusta tanto assim mas não interessa porque assim como assim já nem trampolim tens para saltar não interessa porque se calhar já percebeste que não tens nenhuma dívida que te mande saltar não interessa porque podes ficar aí um dia acaba fica aí pronto.

 

 

• • •

Todos Os Nadas

NÃO SEI SEI LÁ EU DESTA ANESTESIA que não te protege de nada e que faz menos efeito quando te dás conta que é a única que há mas que mesmo assim é precisa apesar de não te proteger de nada porque era ainda pior que te protegesse menos do que nada bem sabes que claro que há menos do que nada bem sabes só não sabes é que só tu é que sabes dos teus nadas que são menos que nada e que todos somados são tudo e não são nada.

 

 

• • •

Está Tudo Bem

FOI O QUE ELE DISSE que estava tudo bem disse que o normal é ter dúvidas e também disse que o normal não existe o que me baralhou um bocadinho porque isso do normal existir e não existir ao mesmo tempo arranhou-me sem eu me dar conta imediatamente foi-me fazendo cada vez mais comichão ao longo do dia e quando comecei a coçar nada estava assim tão bem.

 

 

• • •